Livro O Teorema de Katherine

large

Alôoou galera! O post de hoje é resenha de livro! Finalmente né? Sei que não faço muitas resenhas de livros, mas a verdade é que demoro meeeeeesmo pra ler haha gosto de anotar muitas coisas, e tal… mas o que importa é que eu trouxe uma resenha de um dos livros que mais gostei até hoje! No meio da resenha vou colocar algumas frases que amei para vocês provarem um pouquinho da mágica dessa livro!

” É possível amar muito alguém- ele pensou- Mas o tamanho do seu amor por uma pessoa nunca vai ser páreo para o tamanho da saudade que você vai sentir dela.”

Admito que comprei o livro depois que só vi pessoas o elogiando! Em blogs, e amigos que leram só conseguiram tirar boas coisas desse livro, e quando descobri que era um ” romance”, fiquei mais louca ainda para comprá-lo. E vocês devem estar se perguntando o porque do ” ” no romance…bem, o livro é um romance e ao mesmo tempo é uma forma de nos contar como é a dor de não estar mais em um. Como? Vou tentar explicar um pouquinho.

” Os livros são os melhores exemplos de terminados: deixe-os de lado e  eles o esperarão para sempre, dê-lhes atenção e sempre retribuirão seu amor.”

A história é sobre um menino que sua vida inteira só conseguiu namorar Katherines, e todas terminaram com ele, e depois de seu último romance, decide pegar a estrada com seu melhor amigo a procura de respostas, e para tentar esquecer tudo aquilo que vem em sua cabeça. Acaba parando em uma pequena cidade, que é movida a uma fábrica, e começa a trabalhar para a dona da fábrica e morar em sua mansão rosa, com a sua filha. E assim, começa uma nova vida sem ele perceber, começa a obter respostas para aquelas dúvidas que sempre teve.

” Como algo que não esta lá pode causar tanta dor em alguém.”

O começo do livro, como todos dizem é realmente muito parado e até mesmo entendiante! Mas, não desanimei sabe, continue lendo porque eu sabia que alguma hora aquilo ia começar a se transformar em uma história perfeita. E foi o que realmente aconteceu: a partir do meio do livro, coisas maravilhosas começam a acontecer, e você se sente completamente por todos os personagens.

” Je pense que je t’aime- foi o que ela disse numericamente. ” Acho que gosto de você” ou ” Acho que amo você”. O verbo francês aimer pode significar as duas coisas. E era por isso que ele gostava dela e ao mesmo tempo a amava. Ela falava com ele numa língua que não importava a quantidade de horas que fosse estudada, não poderia ser completamente compreendida.”

O livro conseguiu meu amor, depois que percebi que tudo aquilo que estava escrito lá era o que eu estava sentido. Essa história de relacionamentos acabados, e tal… pode-se dizer que passei por isso em pouco tempo, e consegui respostas e consegui sentir, lendo um livro que eu não estava sozinha, entendem? Por isso, pra quem esta passando por alguma coisa do tipo, vale muito a pena ler! Bom, de qualquer jeito vale a pena ler, e leia com vontade gente! Que sinceramente ele consegue seu amor em pouquinho tempo.

”Não acho que nossos pedaços perdidos caibam mais dentro da gente depois que eles se perdem. Agora foi a minha ficha que caiu: se eu de alguma forma a tivesse de volta, ela não encheria o buraco que a perda dela deixou.”

Bisous, bisooooooooooous! Analú!

Livro Bridget Jones Louca pelo garoto

image (1)

A resenha de hoje é do livro Bridget Jones que eu sai falando pra todo mundo como é suuuuuuuuuuper divertido! Tive vontade de ler depois que vi o filme que é super legal também, mas quando comecei a ler percebi as grandes diferenças entre o filme e o livro, no livro Bridget tem 2 filhos, e é viúva, já no filme é só uma solteirona mesmo. E, depois de perder seu marido e aguentar a onde de cuidar de 2 filhos pequenos, ela decidi voltar a vida de solteira a procura de um namorado, e assim a comédia começa: o livro retrata todas as inseguranças que temos para encontrar alguém, Bridget passa por bons bocados no livro e consegue um namorado bem mais novo que ela, e assim fica tentando não se sentir ridícula saindo ao lado de um garotão, mas a história da muitas voltas e o final do livro consegue nos surpreender.

image (4)

Vale super a pena ler, dei muita muita risada meeeeeeesmo! E é um livro que consegue prender toda a sua atenção. Espero que procurem e leiam ❤

Bisoooooous, Analú!

Cantinho das Artes: Quem é você, Alasca?

large (2)

 

” Simplesmente usamos o futuro para escapar do presente.”

Trouxe para vocês (finalmente) a resenha do livro ” Quem é você, Alasca?”. A ideia era eu ter postado isso antes de viajar, e tal :/ mas foi tudo tão corrido que não consegui, então separei algumas frases que mais gostei do livro, e claro, vim mostrar o meu ponto de vista.

” Como quando seu pai lhe dá um beijo na bochecha e o mundo está mais limpo e mais claro do que nunca.”

large

 

” Não é nem a vida nem a morta o labirinto, é o sofrimento. São as coisas erradas que fazemos e as coisas erradas que fazem com a gente.”

Este livro surpreendente tem como protagonista Miles Halter, um garoto magro, solitário, desprovido de amigos e da companhia de uma garota, fascinado pelas últimas palavras de pessoas à beira da morte. Quando ele encontra a frase derradeira do poeta François Rabelais – “Saio em busca de um Grande Talvez” -, toma uma súbita decisão. E logo depois de mudar de escola, conhece vários amigos, entre eles, a mais especial: Alasca.

” O medo não é uma boa desculpa.”

Processed with VSCOcam with c1 preset

 

” As pessoas, pensei, queriam segurança.” 

Ganhei de presente esse livro, e adorei, mesmo! Tem algumas ideias incríveis e abordam assuntos que hoje em dia ainda são considerados como ” tabu”, como sexo, morte, drogas, etc. E, além disso tudo, mostra o amor de uma forma diferente, uma forma mais serena, com seus problemas claro, como toda pessoa tem ao se apaixonar, mas é um livro que te deixa curioso, você não consegue parar de ler, e fica o tempo todo imaginando as cenas na sua cabeça… Mas, sinceramente, ele me deixou a desejar um pouco :/ Achei meio decepcionante, já que pelo o que todos estavam falando, comecei a ler achando que seria o melhor livro de todos, e não é bem por ai. Mas consegui tirar lições incríveis.

large (3)

large (6)

” Buda diz que o sofrimento é causado pelo desejo e que a suspensão do desejo implica a suspensão do sofrimento. Se parássemos de desejar que as coisas perdurem, não iremos sofrer quando elas desmoronarem.” 

É isso galera, pra quem já leu…falem o que acharam rs

Bisous, Analúu ❤